fbpx

Novidades

12 experiências para aproveitar o domingo de Dia dos Pais

Miami Spice Restaurant Months retorna com menu exclusivo dos melhores restaurantes de Miami e Miami Beach

NIINI lança coleção que recupera a estampa xadrez, hit dos anos 1990

Winter Gramado chega com superprodução na 13a edição do evento durante o Festival de Cinema de Gramado

Oetker Collection é a primeira marca de hospitalidade a ingressar no metaverso

Vendas abertas para festa O Circo, trazendo Kaz James, Amémé e Apache para São Paulo

Dandynha Barbosa lista 4 livros de mesa para agregar conhecimento e decorar o ambiente

Bariloche terá voos diretos do Brasil durante o ano todo

A temperatura sobe no verão europeu do Algarve, em Portugal

Bárbara e Victoria Bacchi assinam a arquitetura e design do novo La Coppa, inaugurado em 3 de agosto

Anantara Kihavah: descubra novas aventuras em família nas Maldivas

Conheça VENENO, music label de Tech House e House de Pirate Snake que coleciona edições com ingressos esgotados

Dia dos Pais no Terraço Itália: Chef oferece menu em quatro tempos com pratos clássicos de diferentes regiões da Itália

Sandi Hotel vai oferecer experiência única para hóspedes no seu novo ateliê de cerâmica

Grand Hyatt São Paulo vai oferecer Brunch em parceria com a Jack Daniel´s no Dia dos Pais

Restaurantes da Rede Windsor Hoteis têm opções de brunch e almoço para o Dia dos Pais

Rituais relaxantes são apostas de presentes para o Dia dos Pais no W SPA

MINI Concept Aceman apresenta aparência de futuro modelo da marca

The Essence of Luxury Travel 2022 apresenta Anguilla

Elisa Stecca celebra processo criativo com livro e exposição Improvável

Restaurante Archipelago, a nova forma de desfrutar do ‘sabor’ de um cruzeiro: uma oferta inédita de gastronomia na América do Sul a bordo do Costa Smeralda

Destaques / Homepage / Todos / Viagens / 08/10/2021

Com 3 grandes chefs que totalizam 16 estrelas Michelin: Bruno Barbieri, Hèlène Darroze e Ángel Leòn durante a oferta inédita de gastronomia na América do Sul a bordo do Costa Smeralda

Com um novo posicionamento e uma nova logo, a Costa Cruzeiros lança novidades para sua oferta gastronômica. Descobrir novas culturas a bordo de um navio da Costa Cruzeiros também significa descobrir novos sabores. Para esta exploração gastronômica de seus destinos, a Costa recorreu à orientação especializada de três dos maiores chefs do mundo: Bruno Barbieri, Hélène Darroze e Ángel León.

Este excepcional trio de chefs, que totaliza 16 estrelas Michelin, foi à procura de autênticas receitas locais de cada um dos locais visitados pelos navios da Costa no Mediterrâneo e depois as reinterpretou com seu toque e criatividade. O resultado é uma verdadeira “viagem dentro da viagem”, em que os destinos do Mediterrâneo são visualizados por meio da comida.

Para aproveitar ao máximo essa viagem de sabores, a Costa Cruzeiros preparou uma grande novidade para seus hóspedes: o restaurante Archipelago (“Arquipélago”).

A novidade está presente agora no Costa Smeralda, que chegará ao Brasil em dezembro de 2021, para a temporada brasileira de cruzeiros 2021/2022.

ARCHIPELAGO

O novo restaurante oferece uma experiência gastronômica verdadeiramente única, que começa com um convite personalizado que o hóspede recebe em sua cabine. No coração desta experiência estão três cardápios a escolha, um de cada chef, cada um contando uma história diferente de sustentabilidade e descoberta gastronômica.

Cada menu consiste em cinco pratos requintados combinados com uma bebida, artisticamente concebidos para refletir o espírito e a cultura. Eles são acompanhados por uma narrativa que conduz o hóspede ao longo do caminho que inspirou os chefs a criarem seus pratos.

Por exemplo, esta é a proposta de Hélène Darroze:

– Polvo assado com especiarias gregas, homus, creme de pimenta Piquillo emolho verde;

– Sopa gelada de ervilha e hortelã, queijo Brocciu da Córsega, pétalas de presunto doce etrigo sarraceno torrado;

– Bochecha confitada com azeitonas Kalamata, tomates secos, filangé de limão salgado e polenta crocante com molho de queijo Parmigiano;

– Lagosta azul cozida a baixa temperatura com manteiga de marisco, bombons de nhoque de batata e chicória, confit de limão ao estilo marroquino e beurre blanc com pimenta Timut;

– Massa folhada crocante com manteiga de café, mousse de chocolate com aroma de coentro e praliné de amêndoa.

Já Bruno Barbieri criou o menu:

– Abobrinha a scapece com alho e hortelã, bolinhos de vieira e molho de aioli;

– Pasta gramigna com berinjela refogada, óleo de orégano, linguiça refogada, pecorino em pó e ovo ralado;

– Salada de lagosta com pêssegos azedos, cebola Tropea, mingau de pão, óleo de ervas e mini vegetais em vinagre de framboesa.

– Costeletas de cordeiro com aroma de churrasco, molho de carne, mini vegetais refogadose trufas negras;

– Ristretto de leite caramelizado em molho queimado com salada balsâmica de framboesa e hortelã.

Ángel León criou esta opção de cardápio:

– Pão tufado de plâncton, manteiga de plâncton e nosso presunto marinho;

– Creme de ouriço-do-mar, botões de ouriço-do-mar temperados plâncton a molho hollandaise e creme de natas cítrico;

– Ravioli de lula recheado com ensopado de lula, caldo de lula e batata;

– Arroz cremoso de lula, plâncton hidratado e arroz tufado;

– Biscoito de chantilly, espuma de leite fresco e cacau.

O Archipelago não apenas oferece uma experiência gastronômica exclusiva, mas também representa um conceito totalmente novo, nunca visto antes. O restaurante é formado por mesas em forma de “ilhas” que podem ser customizadas para criar uma experiência mais íntima. Do chão ao teto, as “ilhas” são emolduradas por uma escultura de cobre e peças em madeira, desenhadas para criar espaços separados e acolhedores dentro de um contexto maior de sala de jantar. O calor do cobre se harmoniza com as esculturas de troncos exclusivas que embelezam cada ilha como esculturas esculpidas pelo mar. Outro elemento de grande impacto visual é a iluminação, que brilha a partir de cima, como se fosse um palco de teatro, para iluminar o espetáculo gastronômico.

Mantendo-se fiel aos valores da Costa, o restaurante Archipelago foi concebido com uma atenção especial ao tema da sustentabilidade. Os cardápios dos chefs foram elaborados com grande cuidado com a escolha de ingredientes, boa parte sendo de produtores locais, e com seu tratamento, evitando o desperdício. Além disso, o mobiliário e, na verdade, o próprio conceito de restaurante têm um elemento chave para a sustentabilidade. A madeira flutuante usada para decorar as “ilhas” foi recuperada pelo Guardian of the Coast (“Guardiões da Costa”), programa de educação ambiental para a proteção do litoral italiano, patrocinado pela Costa Crociere Foundation (“Fundação Costa Cruzeiros”). Além disso, para cada jantar servido no Archipelago, a Costa doará parte dos lucros à Fundação para apoiar seus projetos ambientais e sociais.

Os Chefs

Bruno Barbieri, chef italiano com 7 estrelas Michelin, é um viajante e pesquisador. Ele começou sua carreira trabalhando em navios de cruzeiro, viajando pelo mundo. Trabalha na Costa há mais de 6 anos.

Barbieri propõe uma cozinha contemporânea, sem se deixar levar pelo extremismo. Mas ele não abre mão de um aspecto: a apresentação. Um prato deve ser primorosamente delicioso e visualmente perfeito. Para Bruno Barbieri, toda receita deve contar uma história, de viagens, experiências e influências locais.

Quanto à sustentabilidade e ao projeto Archipelago, Barbieri explica:

“Trabalhando com a Costa sempre colocamos a sustentabilidade no centro de nossos projetos. A luta contra o desperdício de alimentos tem sido meu maior objetivo há anos. Encontrei um grande aliado na Costa, que sempre me apoiou na criação de meus menus, desde a escolha dos ingredientes até ao seu preparo. Sempre houve uma grande sintonia nesta questão”.

“Depois de tantos anos de colaboração com a Costa, [o projeto Archipelago] é realmente inspirador para mim. Receber na família Costa dois grandes chefs internacionais de dois países ricos em história culinária tem sido uma oportunidade de troca de ideias e enriquecimento mútuo. A culinária nasce do diálogo, do encontro, do cruzamento de histórias e de culturas. E acredito que nós três, junto com a Costa, demos vida a um projeto maravilhoso que representa a celebração da gastronomia como algo que une”, completa Barbieri.

Hélène Darroze, chef francesa com 5 estrelas Michelin (2 no Marsan em Paris, 3 no Connaught em Londres), representa a quarta geração de chefs de sua família. Sua cozinha é simples, construída sobre longos preparativos e instinto, e baseada na tradição familiar.

Atenta à sustentabilidade, mostrando grande cuidado na seleção de ingredientes sazonais de produtores locais de confiança, Hélène conta sua história em cada prato, seja a memória de uma viagem ou da sua infância.

Curiosidade: a Pixar se inspirou em Hélène para criar a personagem Colette Tatou, a única cozinheira do filme de animação Ratatouille.

Sobre sustentabilidade e Archipelago, Hélène Darroze diz:

“A abordagem sustentável, respeitando as estações do ano e o local é algo que agora faz parte do meu trabalho. Com minha família, aprendi a trabalhar com produtos sazonais locais. Naquela época, não havia outra forma de trabalhar e hoje eu faço mais do que nunca, porque penso que temos uma responsabilidade real, em primeiro lugar, de respeitar o equilíbrio natural e ambiental, mas também de dar o exemplo aos outros na nossa qualidade de chefs. Nisso, penso que a Costa realmente compartilha estes valores comigo “, afirma a chef.

“Archipelago é a primeira vez que trabalho num restaurante com outros dois chefs, e tenho a sorte de poder trabalhar com dois grandes chefs internacionais como Bruno e Ángel, que têm duas culturas muito diferentes da minha, embora nós façamos o mesmo trabalho e no final comuniquemos a mesma mensagem: proporcionar às pessoas experiências agradáveis.O Archipelago é um restaurante único que combina três mundos e três cozinhas completamente diferentes, tudo neste espaço de liberdade personificado pela viagem em alto-mar. Acho que é brilhante. ”

Ángel León, chef espanhol com 4 estrelas Michelin, ganhou o Prêmio Michelin de Sustentabilidade em 2019. Ele é conhecido como o “Chef do Mar”, mas também é um eco-chef, um techno-chef e um viajante.

León é um inovador com infinitas ideias e invenções, como a sua técnica única de clarear caldos com algas especiais ou a criação de uma pasta à base de plâncton marinho para realçar o sabor dos alimentos. Ele também prepara pratos literalmente brilhantes usando os princípios naturais da bioluminescência.

Ángel León é um defensor do mar, campeão da alta gastronomia sustentável na qual ele enobrece os peixes menos nobres para criar pratos surpreendentes.

Sobre sustentabilidade e o Archipelago, Ángel León diz:

“A sinergia com a Costa é clara, somos duas entidades que amam loucamente o mar, vivemos para o mar e devemos protegê-lo para a humanidade”,

“A ideia do Archipelago é extraordinária e a oportunidade de reunir grandes chefs como Bruno e Hèléne é uma honra. Ter chefs diferentes neste mesmo restaurante é um conceito fantástico, proporcionando aos hóspedes a oportunidade de conhecer três cozinhas diferentes”, completa o chef.


Tags:, , , ,



Elite Magazine




Post Anterior

Hilton Copacabana em parceria com a cerveja Corona e C2Rio lançam o pacote turístico Corona Discover, com experiências únicas no Rio de Janeiro.

Próximo Post

Hard Rock Hotels anuncia sua 22ª campanha anual do outubro rosa





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais histórias

Hilton Copacabana em parceria com a cerveja Corona e C2Rio lançam o pacote turístico Corona Discover, com experiências únicas no Rio de Janeiro.

Hóspedes poderão escolher entre três pacotes que incluem diárias, café da manhã, passeio de Canoa Havaiana, Cycling...

08/10/2021